Terça-feira, 12/12/2017. Boa tarde. Seja Bem-vindo(a)!

Histórico

O município de Marcelino Ramos esta localizado na região norte do Estado do Rio Grande do Sul, na divisa com o Estado de Santa Catarina, com uma população estimada em 5.372 habitantes. Sua população constitui-se em uma considerável miscigenação de etnias que colonizaram a região a partir do inicio do século XX,  com destaque para os imigrantes e descendentes de imigrantes italianos, alemães, poloneses e lusos. A pluralidade étnica e cultural de seu povo remete-se a condição geográfica do município,  sendo esta uma cidade de fronteira, denominada por muitos como a "Porteira do Rio Grande".

Historicamente, o desenvolvimento do município está associado a construção e efetivação da malha ferroviária que, por longo período significou o único elo de ligação entre Estado do Rio Grande do Sul com restante do pais, através da ponte férrea sobre Rio Pelotas, inaugurada em 1913. Todos os viajantes que rumaram para o Estado, naquele período, visualizavam Marcelino Ramos como o primeiro povoado gaúcho.  A ferrovia foi responsável pelo considerável crescimento populacional, pela fortificação do comércio local, pelo desenvolvimento de indústrias, pelo processo de urbanização e pelo notável investimento educacional.  Esta soma de diversos segmentos sociais dinamizados, resultou no processo de emancipação do município em 1945.

Atualmente, Marcelino Ramos consolida-se como referencial histórico-cultural fruto de todo um legado histórico deixado pela ferrovia que, visualiza-se nos trilhos do trem por onde hoje desfila a saudosa maria-fumaça, para deleite dos olhos de todos, além das complexas construções perceptíveis ao olhar dos passantes.

Além deste patrimônio histórico-cultural, Marcelino Ramos possui um invejável potencial paisagístico, em que seus vales, rios e montanhas esculpem belíssimas paisagens que provocam encantamento.

Seu processo histórico e sua inconfundível beleza geográfica motivaram o  desenvolvimento de atividades turísticas. Em Marcelino Ramos o  turismo consolidou-se como um importante segmento econômico do município sendo, consideravelmente, viável. Dentre as atividades turísticas destaca-se o Balneário de Águas Termais,  Turismo Rural, Turismo Náutico, Turismo Religioso, Turismo Gastronômico, Turismo de Eventos e Turismo Aventura.  Além do turismo, a agricultura familiar perpetua-se como uma importante fonte de renda para Marcelino Ramos, solidificando sua produção na diversidade de produtos agrícolas, em que se destaca a produção de laranja e gado leiteiro.

Em termos educacionais, Marcelino Ramos tem investido consideráveis recursos para melhor atender a Comunidade Escolar, objetivando, não somente um futuro melhor para as crianças e a própria cidade, como também melhorar o presente, desenvolvendo ações que visam promover a condição humana.

Na área de saúde  e assistência social, também há muitos investimentos que beneficiam os munícipes, proporcionando uma melhor qualidade de vida.

Em meio a todas estas potencialidades, e estes consideráveis investimentos, Marcelino Ramos consolida-se como um município prospero, que almeja um futuro promissor e constrói, dia-a-dia, um presente digno e solidário.

DADOS GERAIS DO MUNICÍPIO DE MARCELINO RAMOS (IBGE)

Data da emancipação: 01 de  janeiro de 1945
Região: Norte/Nordeste
Área da unidade territorial (km²): 229,759
População estimada em 2013: 5.123
Densidade demográfica (hab/km²): 22,35
IDHM:  0,792 (PNUD/2000)
PIB per capita: R$ 11.547,42 (IBGE/2008)
Gentílico: Marcelinense
Altitude: 405m
Acessos rodoviários: BR-153, RS-331, RS-491 e RS-126